Ela morreu na mesa de cirurgia. 18 minutos depois os médicos notam algo que ninguém tinha visto


.

Você acredita em milagres? Se você não acredita, vai passar a acreditar agora!

A história é de Bianca Toledo. O grande sonho era engravidar, mas sua infertilidade praticamente a incapacitava de alcançá-lo. Até que o primeiro milagre acontece. Ela engravida.

Infelizmente não seria tão fácil assim... A missionária teve diversas complicações que deram origem a uma infecção generalizada. Mas seu filho conseguiu ser salvo e nasceu precocemente. Porém, a ciência não conseguia mais encontrar respostas para o estado de Bianca e logo seus órgãos começam a falecer.

Muitas pessoas fizeram orações pedindo pela recuperação de Bianca, que é evangélica. Depois de algum tempo em observação, seu filho foi liberado do hospital. Mas infelizmente ela continuava em coma e depois de 18 minutos de parada cardíaca, os médicos ficaram surpresos ao vê-la abrindo os olhos. Bianca também passou por falência cardiovascular, respiratória, renal, hepática, digestiva e foram feitas mais de 300 transfusões de sangue para mantê-la viva. Além desse quadro terrível, uma bactéria multirresistente, a KPC, estava presente em seu organismo.

Bianca conseguiu enfim ficar lúcida, porém sem movimentos, e teve que permanecer mais dois meses no hospital para continuar sua luta contra sua infecção generalizada e a falência definitiva dos órgãos. Outra fase difícil foi a paralisia tanto corporal como facial, a chamada miopatia multifatorial aguda. Com o tempo, ela recuperou alguns de seus movimentos, os primeiros foram dos braços.


Mas ela chegou num caso extremo da doença e os médicos disseram que nada mais a traria de volta. Seu corpo só começou a emitir os primeiros sinais de vida e os órgãos começaram a funcionar depois apenas de 4 meses sem resposta. 130 dias depois da falência total de anúria, seu rim voltou sem quaisquer sequelas e de forma espontânea. O caso até hoje é registrado como sem explicações para a medicina.

Logo, Bianca foi liberada pelo médico para continuar o tratamento em sua casa.

Hoje, a missionária vive normalmente, seguindo sua carreira de cantora que desde o princípio foi uma de suas paixões. "Eu posso dizer que entendi o valor da vida quando recebi de volta o ar que eu respiro. Eu me livrei do respirador mecânico e da traqueostomia. Finalmente vi meu filho pela primeira vez e toquei nele só quando já tinha sete meses de idade", conta.

O único problema é que recentemente Bianca está passando por uma crise em seu casamento. Ela chegou a comentar sobre o assunto nas redes sociais.


Avalie este Artigo?


Mais pra voce!